sábado, outubro 21, 2017
INICIO > CADERNO 1 > Mulher é estuprada, se apaixona pelo estuprador e retira queixa para que ele saia da prisão

Mulher é estuprada, se apaixona pelo estuprador e retira queixa para que ele saia da prisão



Uma jovem vítima de violência sexual identificada como Talent Zvenyika, de 22 anos, do povoado de Plot 1 Tredidon, na cidade de Featherstone, no Zimbábue, deixou muitas pessoas em estado de choque após ela pedir para que o Tribunal de Magistrados retirasse as acusações de estupro contra o acusado que a violentou sexualmente. O acusado foi identificado como William Chiocha, de 38 anos.

A jovem disse ao Tribunal de Magistrados que ela acabou se apaixonando pelo homem logo após ter sido violentada sexualmente em duas ocasiões no ano passado.

Segundo informações da mídia local, o acusado foi libertado depois que o magistrado Fadzai Mutombeni retirou a acuação após o apelo.

A jovem disse no tribunal que ela havia se apaixonado pelo suspeito. Segundo ela, após ter sido vítima de violência sexual, ela teve relações sexuais com o suposto estuprador com o seu consentimento várias vezes.

Em uma das ocasiões, eles se pediram perdão. Entendo o caso de estupro O estupro aconteceu nos dias 1º e 29 de Fevereiro de 2016. O acusado se aproximou da vítima, que estava na companhia de seus irmãos, por volta das 15h. Disse que queria fazer amor com ela, mas a jovem recusou, dizendo que ela era casada.

Diante da recusa, o suspeito foi embora. Entretanto, por volta das 20h do mesmo dia, o acusado foi até a casa da vítima. Como a porta estava aberta, o mesmo entrou e encontrou a vítima sozinha deitada em sua cama.

O seu esposo, identificado como Billa Luckmore Gijima, ainda não havia retornado do seu jogo de futebol. Novamente, o homem relatou para a vítima que ele queria fazer amor com ela.

Antes de ir embora, ele teria a violentado sexualmente pela primeira vez. Em outro dia, o sujeito mais uma vez foi até a casa da vítima, por volta das 19h, novamente ela estava só preparando um jantar.

O seu esposo estava em um bar tomando cerveja. Ela foi agarrada pelo sujeito e violentada pela segunda vez. No início do mês de Setembro de 2016, a vítima ficou sabendo que o seu estuprador era amigo do seu esposo, então ela revelou para ele que o mesmo teria a violentado sexualmente.

De acordo com o portal “Zim News”, no dia 16 de Setembro de 2016, o marido traído teria relatado os abusos que sua esposa teria sofrido para a Polícia. “Não sou eu que relatei o caso à polícia.

Embora eu não tenha consentido na primeira e segunda vez, mais tarde, me entreguei em relações sexuais consensuais em vários outros casos depois que pedimos perdão para os casos anteriores. Estamos agora apaixonados e, portanto, o caso pode ser retirado”, disse a jovem.