Cadeirante é preso sob suspeita de ser piloto de fuga de quadrilha em SP

Segundo a polícia, paraplégico dirigia um Citroën adaptado na Grande São Paulo

Um cadeirante de 36 anos foi preso acusado de ser o piloto de fuga de uma quadrilha detida após um arrastão realizado na noite de anteontem em Guarulhos (Grande São Paulo).

Segundo a polícia, enquanto o paraplégico aguardava em um Citroën Picasso prata adaptado, três ladrões entraram em um bar, por volta das 22h, no Jardim Cumbica. Eles anunciaram o assalto e levaram relógios, dinheiro, celulares, bebidas alcoólicas do estabelecimento e dinheiro.

Após a ação, fugiram no carro conduzido pelo cadeirante. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, logo em seguida a Polícia Militar se deparou com o carro dos criminosos. Uma perseguição começou na avenida Iraucuba, no bairro de Cumbica, e só terminou quando o cadeirante perdeu o controle do carro que capotou.

Após o acidente, um dos assaltantes, que não teve a identidade informada, tentou fugir correndo, enquanto se desfazia do dinheiro levado das vítimas (R$ 85). Ele foi preso alguns metros adiante e a grana, recuperada. No veículo capotado foram detidos outros três suspeitos, incluindo o cadeirante.

Comente com Facebook