Dois homicídios em menos de 12 horas em Teixeira de Freitas

No início da madrugada deste último domingo, dia 9 de junho, Tiago Amorim Fernandes, de 26 anos, foi assassinado a facadas durante um evento familiar que acontecia na travessa Bom Jesus, bairro Castelinho, região leste de Teixeira de Freitas.

Testemunhas disseram à polícia que a festa ocorria na casa de uma cunhada da vítima e que após uma discussão, Tiago saiu atrás do desafeto, chegando a arrombar uma das portas de sua residência. No interior do imóvel teria havido uma luta corporal e o homicídio.

Atingido por cerca de 12 facadas, Tiago Amorim Fernandes, de 26 anos, foi socorrido por familiares ao Hospital Municipal de Teixeira de Freitas (HMTF), onde já deu entrada sem vida. O acusado de ter cometido o crime não foi localizado pela polícia.

Ainda durante a madrugada o delegado Charlton Fraga, de plantão na Delegacia Territorial de Teixeira de Freitas (DT), esteve com sua equipe no hospital, onde levantou algumas informações acerca do ocorrido. A identificação do autor deve ser divulgada nos próximos dias e caso ele não se apresente espontaneamente à polícia, sua prisão deve ser solicitada à Justiça.

Mais um

Também neste último domingo, dia 9 de junho, no início da tarde, por volta das 13h30, o adolescente Luís Henrique Vieira Soares, de 16 anos, foi perseguido e morto a tiros na rua Isaura Araújo, bairro João Mendonça.

Testemunhas disseram à polícia que a vítima chegou correndo, passou por dentro de uma lanchonete e tentou refugiar-se nos fundos do estabelecimento comercial, mas fora seguida pelo atirador, que de arma em punho efetuou os disparos à queima roupa.

Atingida na cabeça e nas costas a vítima veio a óbito no local, enquanto o atirador retornou rápido à frente da lanchonete, onde um comparsa o aguardava com uma motocicleta, de placa não anotada e com o motor em funcionamento.

A delegada Rina Andrade, de plantão na Delegacia Territorial de Teixeira de Freitas (DT), acompanhou os peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT), que realizaram a perícia de local e logo depois autorizaram a remoção do corpo ao IML. O inquérito instaurado para apurar o caso já foi repassado ao Núcleo de Homicídio e Tráfico (NHT), serviço especializado da 8ª Coorpin. 

Comente com Facebook