Dono de helicóptero apreendido com cocaína vira diretor da CBF

Gustavo Perrella tinha cargo no Ministério do Esporte. Seu nome já aparece no site da CBF, mas nomeação foi feita sem divulgação oficial.

Gustavo Henrique Perrella Amaral Costa, filho do ex-presidente do Cruzeiro e senador da República por Minas Gerais, Zezé Perrella (MDB), se tornou diretor de desenvolvimento e projetos da Confederação Brasileira de Futebol. Gustavo Perrella era o dono de um helicóptero apreendido com 445 quilos de cocaína em 2013.

Em 2016, Gustavo assumiu o cargo de Secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor no Ministério do Esporte. Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, esse foi o motivo pelo qual a CBF o nomeou diretor há três meses. Seu nome aparece no site oficial da entidade, na lista de diretores, mas sua nomeação foi feita sem divulgação para a imprensa.

Perrella é réu em dois processos na Justiça – por uso de dinheiro público para fins pessoais e por criação de cargo fantasma. O primeiro é relativo ao desvio de cerca de 15.000 reais dos cofres públicos para abastecer o helicóptero da família com verba indenizatória da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, durante seu mandato de Deputado Estadual (2011-2014). O segundo corre devido a criação de um cargo para o piloto Rogério Antunes do helicóptero no caso de 2013. Antunes nega que tenha prestado serviço para a Assembleia. Ambas correm em primeira instância no Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

 

Comente com Facebook