Maturidade feminina: Diva fitness fala sobre empoderamento e padrões de beleza acima dos 40 anos

Muitas mulheres preocupam-se em como o avançar da idade pode afetar a auto-estima. Mulheres acima dos 35 anos costumam sentir nostalgia de quando tinham apenas 20 ou 30, e a auto-percepção era diferente, por fatores psicológicos e biológicos.
No entanto, a Diva Fitness WBFF Gabi Lubies encara a maturidade com outros olhos: “as rugas, os quilos a mais e quaisquer outros “ônus” que a idade possa trazer são nada perto da autoconfiança, segurança e sensualidade que a maturidade proporciona”, afirma
Gabi exibe um corpo escultural mesmo sendo mais de dois filhos e uma mulher de mais de 40 anos de idade. Na opinião da Diva Fitness, a maturidade trouxe muito mais benefícios do que ônus: “ando em uma fase absolutamente “encantada” com a tal maturidade, em especial por ter percebido o quanto ela é quase que um divisor de águas para a mulher. Ao meu ver, ganha-se tanto com a maturidade que, se eu soubesse disso antes, teria muito mais leveza para tocar a vida, sem medo desse lance de idade”.
O segredo, segundo Gabi é o auto-conhecimento: “O conhecimento e o auto-conhecimento empoderam a mulher. Quando aprendemos a olhar para nós mesmas, a nos conhecermos de verdade, vemos que para sermos “atraentes” e felizes não precisamos ter corpos perfeitos, não termos rugas, ou atender a expectativas alheias. Só precisamos nos amar e sermos nós mesmas”.
“Muitos são os relatos de mulheres maduras que sentem-se nessa fase muito mais atraentes e realizadas do que quando eram jovens e supostamente mais bonitas. No entanto, na juventude tendemos a ser inseguras, por sermos massacradas pelas pressões sociais e tabus, que nos empurram para seguir padrões que os outros determinam. A maturidade não é o fim, é preciso viver e isso inclui libertar-se das amarras e ter vida plena”, conclui.

Comente com Facebook