Quarta-feira, Setembro 26, 2018
Home > CADERNO 1 > Médicos canadenses protestam contra aumento dos próprios salários

Médicos canadenses protestam contra aumento dos próprios salários


Compartilhe

Médicos de Quebec, no Canadá, assinaram uma carta em protesto contra o aumento dos próprios salários. Os 500 médicos e residentes, além dos mais de 150 alunos de medicina, que apoiam a ação defendem que seus salários já são altos e que eles parecem os únicos “imunes aos cortes” de gasto feitos pelo governo canadense, já que outros profissionais de saúde estão em situação precária, a exemplo de enfermeiros.

“Se nossos colegas estão mais felizes, se nossos pacientes estão recebendo um tratamento melhor, todos nós ganhamos e não é um aumento salarial que irá fazer isso”, disse a médica Isabelle Leblanc, presidente do grupo Médecins Québécois Pour le Régime Public (MQRP), ao canal de televisão CBC News.

O MQRP reúne médicos da província para discutir e zelar pela atuação na saúde pública. A carta é finalizada com o pedido de que o aumento seja cancelado e o valor seja redistribuído pelo bem dos trabalhadores, com o objetivo de garantir um serviço “que faça justiça ao povo de Quebec”.