Moradores denunciam abandono do prédio da zoonoses em Porto Seguro

Moradores do bairro Porto Alegre II, em Porto Seguro, denunciaram o abandono por parte do poder publico, dos prédios recém-construídos para abrigar o departamento de zoonoses do município.

Em recente denúncia enviada ao Namídia News, mostra que os prédios não foram murados e não tem nenhum tipo de vigilância e que o local virou área para consumo e venda de drogas e assaltos, “neste período de chuvas, as ruas do bairro ficam intransitáveis de tanta lama, moradores passam entre os prédios para fugir de alagamentos, lama e até cortar caminho, e é nessa hora, que bandidos aproveitam para assaltar”, lamentou uma moradora.

A moradora relata que o prédio foi invadido na semana passada e teve alguns equipamentos que nem teriam sido usados, roubados.

Entramos em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura que em nota respondeu, “A respeito do Centro de Zoonoses, a Prefeitura de Porto Seguro, por meio da Secretaria Municipal da Saúde e da Superintendência da Vigilância Sanitária, informa que o prédio da Unidade se encontra intacto e sem qualquer sinal de depredação ou saque. Está em processo de licitação o contrato para construção do muro de proteção que vai resguardar a unidade. A Prefeitura disponibilizará vigilância do prédio para que preze pela segurança do equipamento.”

O prédio custou 664.943,00, segundo o site do tribunal de contas da união. A obra foi finalizada em dezembro de 2017.

Segundo informações, R$400.00,00 foram investidos pela Veracel e os outros R$224.943,00, pelo município.

Na nota, a prefeitura não informa quando o prédio será inaugurado, nem a partir de quando terá vigilância.

Comente com Facebook