Professores realizam greve por falta de pagamento em Guaratinga

O ano letivo para os estudantes do Município de Guaratinga tem sido atrasado. O motivo disso são as greves dos professores, por falta de pagamento de salário.

A principal razão para a paralisação é o atraso do pagamento de salário referente ao mês de setembro de 2019. Além do salário referente ao mês já citado, os professores reivindicam o cumprimento da mudança de nível, cronograma de visitas na sede e nos povoados e a gratificação por estímulo.

Segundo o Sindicato da categoria Núcleo Garça Branca, os problemas com o atraso de salários já viraram uma situação recorrente na instituição nos últimos anos, outras reivindicações pautadas durante a paralisação são direitos dos profissionais que não vêm sendo cumpridos. Os temas foram apontados durante a assembleia, que aconteceu na sede do Sindicato dos Professores de Ensino no Município.

“Nós temos contas a pagar temos compromissos”, reclamou um dos professores. O dirigente do Sindicato também reclama da falta de diálogo da prefeitura com os grevistas: “não há um caminho de interlocução”. Ele relata que já faz muito tempo que há dificuldade em ser atendido pelos responsáveis da prefeitura.

O sindicato conta que mais de 5,5 mil alunos e mais de 500 funcionários, entre professores, técnicos e trabalhadores em geral são prejudicados com a situação.

Fonte: Giro de Notícias

Comente com Facebook