Salvador quer lançar carnaval 2020 em outubro

O secretário municipal de Cultura e Turismo (Secult), Cláudio Tinoco, quer antecipar em meses o anúncio da programação do Carnaval de Salvador. Na avaliação dele, o ideal é que a definição de quais e em que ordem os blocos vão se apresentar seja feita no máximo até outubro do ano anterior à folia. A intenção da medida é facilitar a promoção da festa e melhorar o ritmo dos trios elétricos nos circuitos, evitando que um fique perto demais do outro.

Em entrevista ao Bahia Notícias nesta quinta-feira (7), Tinoco afirmou que a prefeitura deve ter conversas já este mês com artistas e empresários para antecipar a programação do próximo Carnaval. “Eu acho que esse primeiro semestre é exatamente pra gente discutir todas essas possíveis adequações, e aí entrar com a programação bem antecipada no segundo semestre para no máximo em outubro todas as assembleias de bloco já terem ocorrido e essa programação já estar bem fixada”, afirmou.

Este ano, a programação completa do Carnaval, com artistas e horários dos blocos, foi divulgada às vésperas do início oficial da festa, no dia 26 de fevereiro. Tanto prefeitura como governo só anunciaram sua agenda de blocos sem corda poucos dias antes. O titular da Secult afirmou que definições de última hora dão brecha para problemas de organização. “Tem alguns artistas que resolvem, por exemplo, só aparecer em janeiro querendo se apresentar no carnaval. Às vezes não tem nem um trio”, disse.

O titular da Secult apontou ainda que uma programação antecipada pode facilitar estratégias para a atração de turistas. “Quando a prefeitura lança o verão, e faz esse lançamento em São Paulo, por exemplo, o ideal é que a gente chegue lá com a programação”, disse o secretário, em referência os eventos que o prefeito ACM Neto realizou nos últimos anos para promover Salvador na capital paulista 

Comente com Facebook